ontent='text/html; charset=iso-8859-1' http-equiv='Content-Type'/> Piece of me ∞: Setembro 2013

Vou cuidar mais de mim.

domingo, 8 de setembro de 2013

Tomei uma decisão definitiva: vou parar de reclamar da vida. Não adianta emburrar, se queixar, ficar com rugas antes da hora. A coisa é bem simples: existem coisas que a gente pode fazer e outras que a gente não pode. O que depender de mim eu faço. O que depender dos outros, bem, daí é com os outros.



“Me perguntaram se eu estava bem. Respondi que sim. Não queria dizer que sim. Mas também não queria dizer que não. Ah, não sei. Eu tô bem? Eu sei lá. Eu não to bem. Mas não tô mal. Alguém entende? Não né. Por isso falo que sim, pra não perder tempo explicando. Explicando ou não, quem vai entender? E a vida? Como anda minha vida? Ah, sei lá. Sei lá pra tudo. Sei lá como anda minha vida. Com as pernas. Com pernas tortas na verdade. Ela nunca sabe pra onde vai. Ela tá chata. Tá chata a vida, tá tediosa, tá deprimente, tá diferente e ao mesmo tempo a mesma coisa, tá estranha, tá irritante, tô enjoada de você vida. Você tá chata. Você podia mudar. Eu cansei de você vida. Você já me encheu. Já me deixou estressada e já me fez chorar muito. Recomeça. Porque você tá chata.” 

Madrugada é o horário que não conseguimos fugir do que tentamos o dia inteiro, é a hora que caímos nos nossos pensamentos e talvez lembranças. É a hora que mas imaginamos as coisas, que mas pensamos e queremos alguém do nosso lado. É o horário da saudade, do choro, dos sorrisos bobos ao lembrar daquela conversa... Madrugada é a hora que é você e ninguém mas e de si próprio não tem como fugir
Estar apaixonado não é assim tão ruim quanto dizem ser. Tá, eu sei que ficamos perdidos, bobos e tal, mas espera ai, vai me dizer que não é bom ter algo pelo qual lutar, tentar conquistar e ser feliz? Pode até ser difícil estar apaixonado, mas não deixa de ser um sentimento bom e bonito.

Peguei minhas bagagens e outras coisas que não cabiam na mala. Segui em frente numa viagem onde quem olha pra trás sente falta, eu não olho, eu não espero, não mais, não agora.
Ela é exatamente como os seus livros: transmite uma sensação estranha, de uma sabedoria e uma amargura impressionante. É lenta e quase não fala. Tem olhos hipnóticos, quase diabólicos. E a gente sente que ela não espera mais nada de nada nem de ninguém, que está absolutamente sozinha e numa altura tal que ninguém jamais conseguiria alcançá-la. Muita gente deve achá-la antipaticíssima, mas eu achei linda, profunda, estranha, perigosa.
"Há momentos na vida em que sentimos tanto a falta de alguém que o que mais queremos é tirar esta pessoa de nossos sonhos e abraçá-la. Sonhe com aquilo que você quiser. Seja o que você quer ser, porque você possui apenas uma vida e nela só se tem uma chance de fazer aquilo que se quer. Tenha felicidade bastante para fazê-la doce. Dificuldades para fazê-la forte. Tristeza para fazê-la humana. E esperança suficiente para fazê-la feliz. As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas. Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos. A felicidade aparece para aqueles que choram. Para aqueles que se machucam. Para aqueles que buscam e tentam sempre. E para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passam por suas vidas. O futuro mais brilhante é baseado num passado intensamente vivido. Você só terá sucesso na vida quando perdoar os erros e as decepções do passado. A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar duram uma eternidade. A vida não é de se brincar porque um belo dia se morre."
— Clarice Lispector

Sempre aparece um alguém que te tira do buraco e te leva ao país das maravilhas. Aí quando você se acostuma com toda aquela maravilha, ela vai lá e te leva para o buraco novamente.

E se chegarem os momentos difíceis, traga a sua fé que eu te dou em troca o meu amor eterno. Impossível é não enxergar meu futuro contigo presente, seja qual for a maneira, nem sonhar com porta-retratos cheios de fotos nossas e lembranças de momentos perfeitos. Te quero sempre, para sempre e um pouco mais. Eu posso contar estrelas, dizer quantos quilômetros tem em volta da Terra, a quantos pés estamos do sol, quantos dias tem um milhão de anos e quantas horas tem todo tempo do mundo. Mas não posso explicar o que sinto, nem a saudade que mora em meu peito, tampouco essa vontade de lhe ter, que você faz nascer a cada pequena atitude.

sexta-feira, 6 de setembro de 2013


Hoje eu fiquei ali, sentado na sacada, passei um bom tempo admirando a beleza do céu e das estrelas, lembrando de tudo que já fomos um dia. Em certos momentos eu sorri, eu confesso que até chorei um pouco também mas chorei de felicidade por saber que tive a oportunidade de ter alguém tão incrível por um tempo comigo. Mas esse encanto acabou como em um passe de mágicas. Eu já sobrevivi a muitas coisas, dores e decepções, mas dessa vez foi diferente. Você só pensou em você, não quis se magoar e não pensou nenhum pouco em mim. Na verdade não acredito mais, nosso tempo acabou, sinto muito mais não aguento, só pensar em você, agora eu desisto. Vou seguir minha vida, e desejo que você também siga a sua, que você encontre alguém que te faça feliz, como eu não fui capaz de fazer, que encontre alguém que seja o suficiente, como eu não fui para você. Confesso que as vezes irei me sentir triste, quando a saudade de você bater, vou lembrar dos nossos momentos, até das nossas brigas e logo após os reconciliamentos, das nossas risadas, será inevitável, mas fazer o que né? Mas uma vez a vida me derruba e sou obrigado a recomeçar do zero, novamente.

quinta-feira, 5 de setembro de 2013



“Você gosta que ela goste de você? Você gosta de carinho? Ser bem tratado? Saber e sentir que ela é apaixonada por você? Você gosta do cuidado e da preocupação que ela tem por você? De como ela se importa com a sua vida. De saber que você está bem. Como ela quer ajudá-lo. E estar ao seu lado. E estar ali, pra dar uma força se, por ventura, você deixar a peteca cair. Se coloque no lugar dela, pelo menos uma vez. Ela está aí porque quer. Porque gosta do jeito que ela é com você. Porque gosta de você. Se não fosse por isso já teria ido embora. Mas não. Ela não quer ir pra outro lugar. Porque ela fica triste longe de você. O mundo fica esquisito e anda de uma forma devagar e lenta sem você. Por isso ela nunca quis que você pensasse em ir. Ela gosta de música, dias bonitos, brisa do mar, sol, frio, sentir o vento dançando nos cabelos, rir até a barriga doer, falar besteira, desenvolver “teorias” malucas, filmes, viajar, chocolate, você. No meio disso tudo você sabe quem ela é e como se sente. Ela gosta do seu jeito manso e doce. Do seu lado carente e delicado. E da sua postura de homem firme. E tem ciúmes de você. Ela gosta das suas palavras carinhosas e do seu lado divertido. Do seu jeito infantil de não saber lidar com pequenos contratempos. De como você fica cheio de manha quando está doente. De você como um todo.”

 Clarissa Corrêa.

só cuida

“Cuida, cuida de mim. Cuida desse meu sorriso e dessa minha mania de ser feliz quando estou com você. Cuida da minha insegurança, do meu ciúme, da minha TPM, da minha falta de paciência e, também, de compreensão. Cuida dessa minha superproteção, desse meu jeito sem jeito de cuidar de você. Cuida dos meus erros, dos meus defeitos, das vezes em que eu tento ser melhor e não consigo. Cuida da atenção, do carinho, do cuidado que tenho com você. Cuida da admiração, do respeito, da sorte que eu sinto por ter você. Não deixa nada disso morrer, não… Cuida de tudo o que eu sinto. De tudo que eu guardo. De tudo o que eu tenho. E cuida, principalmente, do meu coração, amor.”

Se apaixone todos os dias.

quarta-feira, 4 de setembro de 2013


“Eu quero casar com você, quero acordar do seu lado, quero brigar com você. Quero mandar você calar a boca mesmo sabendo que você não vai calar, e te calar beijando você. Quero provar todos os dias que eu te amo. Quero te fazer feliz, assim como você me faz. Quero morrer de cansaço ao correr atrás de você, depois de uma guerra de travesseiros. Quero dormir com você naquele sofá apertado depois de assistir o seu filme preferido. Quero morrer de rir ao ouvir você me contando uma piada, por mais sem graça que seja. Quero te acordar com vários beijos. Quero dizer que te amo. Eu apenas quero te fazer feliz, como ninguém nunca fez. E tem sido você, e vai continuar sendo você. Por tanto tempo eu quis, e então você chegou. E entenda que eu não quero mais o travesseiro como companhia… É você que eu quero abraçar a noite inteira. Sentir seu carinho durante o sono, olhar para você enquanto estiver dormindo. Dar beijos no seu rosto só para te despertar. E de manhã, te dar um belo “bom dia” para ficarmos o resto do dia nublado, deitados. Eu quero que você se sinta a pessoa mais feliz do mundo, a única capaz de ser pra mim um sonho em noite de insônia. E eu tô aqui, sabe? Pra conversar, brigar, rir, fazer loucuras. Não precisa me contar o que aconteceu ou porque você tá mal. Só me deixa tentar colocar um sorriso no seu rosto. Confesso que encontrei meu motivo pra sorrir. Encontrei alguém que eu queira dividir a minha cama, meu amor e minha vida. Encontrei alguém que aguentasse meu coração enjoativamente doce, e que suportasse meu humor incrivelmente amargo. Alguém que queira meu amor, mas que tenha minha amizade. Alguém que roube minha confiança e leve meu coração de brinde. Alguém que eu queira dormir de mãos dadas e acordar do lado. Alguém pra ser criança como eu. Alguém que tenha teu tempo todo meu e minha vida toda dele. Alguém que deixe o mundo pra me dar um beijo. Alguém que encontrasse o que procurou a vida toda, aqui dentro de mim. Alguém pra eu contar meu dia e alguém pra falar “te amo”. Alguém pra ser meu, de um jeito bem clichê. Alguém pra eu viver aquilo tudo que eu julgava besteira e que hoje é tudo que eu tenho. Eu quero você. Digo, repito, falo outras mil vezes. De trás para frente, de frente para trás. De canto, de lado, da maneira que for. Eu quero você. Que tenha clichê, ciúmes, malicia, sacanagem, egoísmo, afeto, loucuras, falhas, erros, acertos, perdões, beijos, abraços, pegação, sexo, amor, transa, filme juntinho, dormir de conchinha, mãos dadas, que tenha todas as coisas do mundo, mas que seja apenas entre eu e você.”

Cazuza

“Quando eu penso em ficarmos juntos, não estou falando só em lua de mel. Estou falando de você e de mim, duas pessoas reais. Quero acordar de manhã com você do meu lado, quero chegar a noite e jantar com você. Quero compartilhar com você cada detalhe bobo do meu dia e ouvir cada detalhe do seu. Quero rir junto com você e dormir com você nos meus braços. Porque você não é só alguém que eu amei no passado. Você era minha melhor amiga, a melhor parte de quem eu sou, e não consigo me imaginar desistindo disso outra vez. Eu lhe dei o melhor de mim e, depois você foi embora, nada jamais voltou a ser o mesmo.”

 Nicholas Sparks.

terça-feira, 3 de setembro de 2013

As pessoas dizem pra gente colocar ponto finais, virar a página. Mas como se a história ainda vive na gente, não dá pra terminar uma história na metade. Não se pode abandonar o livro só porque o protagonista tá sofrendo, às vezes e preciso esperar um pouco, é preciso um sofrimento pra chegar ao final feliz. Não sei fechar ciclos, nem amores mal resolvidos. Não sei, simples assim. De todos as frases clichês essas são as que não sigo





Vou por ai escrevendo minha história e quem sabe nossas linhas tortas ainda se cruzam por ai?


Então talvez eu tenha cansado de conhecer e desconhecer pessoas. Talvez eu tenha cansado de ter que ficar redescobrindo a confiança nas pessoas que me circulam. Hoje só quero paz, tranquilidade e sorrisos sinceros. Na verdade, quero tudo sincero, é só isso que eu preciso. Você e sua sinceridade, o resto a gente decide amanhã no café da manhã…

(Frederico Elboni)

Receita de felicidade

segunda-feira, 2 de setembro de 2013



Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um não. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

 Augusto Cury

Seja bem vindo Setembro



Que setembro acalme os nossos corações. Nos traga os mais variados tipos de sorrisos. Encha nossas vidas de luz e vitalidade. Nos ajude a tomar as melhores decisões. Nos dê serenidade para encarar as adversidades com garra e coragem. E, principalmente, não nos faça perder a fé em nós mesmos. Amém.

Clarissa Corrêa






Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!