ontent='text/html; charset=iso-8859-1' http-equiv='Content-Type'/> Piece of me ∞: Fevereiro 2014

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014


E quantas vezes pra não chorar eu sorri, e quantas vezes eu já sofri, cai e levantei. O tempo passa tão rápido, pessoas vêem e pessoas se vão mais só os verdadeiros ficam. Eu pensava que nunca mais poderia sorrir, mais bem lá no fim do túnel apareceu uma luz pra mim, então um filme passou na minha cabeça eu busquei força aonde não tinha, aprendi a lutar e caminhar sozinha. Quando você era pequena queria crescer, e hoje você descobriu que ser grande não é tão bom assim, que a mesma porta que a vida te abre ela fecha, então lute, ame, chore, grite, nunca deixe que a criança que você foi um dia morra dentro de você, arisque sem medo de errar, seja você mesmo porque ninguém vai ser feliz por você

Jenny Bortolucci

Mudanças são necessárias



Ela vem sem você ao menos perceber, bate na sua porta e entra assim na sua vida sem pedir licença e aos poucos você percebe ela. A mudança se passa por você o tempo todo, querendo ou não tudo muda, você, os outros, os costumes, os gostos, os ambientes, tudo é uma  constante mudança. Deixe as velharias de lado e receba de braços abertos coisas novas, mude o rumo da sua vida, se desfaça do que ti faz mal. Não adianta clamar mudanças se estiver parado. Quer mudanças ao seu redor ? Faça mudar, faça acontecer, aja meu camarada não perca seu tempo parado. Se liga, enquanto você pensa, o mundo muda ao teu redor e talvez você continue ali igualzinho ao passado e reclamando da vida. 

Idas e vindas


 Não gosto de idas e  vindas , talvez não sei lhe dar com despedidas, partidas e depois voltas repentinas de quem sabia que iria fazer falta e do mesmo jeito quis ir embora por pura  vaidade.Fica ou fica, ou comigo até o fim ou vai sem ter a intenção de  voltar, que diga adeus pra não querer me  fazer sentir tudo aquilo com apenas um olhar, uma palavra, com um calor de um abraço.Minhas experiencias  de  gente que foi e voltou varias e varias  vezes em minha vida  não foi das melhores.


Achando que meu coração fosse um restaurante   24 horas que  estava ali, a disposição do  dito cujo  a qualquer  hora do dia  foi uma das mais doloridas,  pois  você conscientiza que a pessoa  vai querer seguir a vida dela sem você  a ausência dela  vai tomando conta dos seus dias  e do nada ela volta  bagunçando sua vida novamente da forma  mais  gostosa , ou mais dolorida possível.Mantive a certeza de  que quem quer fica,  fica ate que seja  eterno , ate aguentar minhas chatices , mas quem quiser ir , vá mas não fique nessas de idas e vindas, vá tendo a certeza que não voltará  mais.

Curar um amor com um outro amor como diz o ditado é como  se secar numa toalha molhada. As vezes é inevitável  que isso aconteça, que outro alguém surge e ti  faça sentir algo, mas querer sempre se curar de uma decepção amorosa com outra não é melhor forma de poupar o sofrimento.
É necessário que se passe um tempo, nem que seja um tempo curto pra querer se envolver com outra pessoa novamente, pra ter certeza que já esqueceu por completo o amor passado.
Não adianta dizer que nunca mais  vai amar alguém de novo, se apaixonar de novo, até  porque nunca se sabe o dia de amanhã e fica sozinho não vira esquema.


Uma nova EU

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014


Estou em constante descobrimento. Descobrimento de quem sou, do que eu  era, e do que eu tornei, e do que me tornarei futuramente. Descobrimento sobre as novas experiencias, sobre as velhas ideologias, sobre os prazeres dessa vida. Descobrimento do que ainda não conheci, do que conheço e desconheço, do fato e do dialeto que me agregam, dos pros e dos contras, das minhas próprias fantasias, sonhos, e fetiches, dos meus sonhos e de todos aqueles que um dia terei e irei descobrir. 
Gosto da curiosidade sobre o novo, ou sobre o velho desconhecido, gosto de saber o sabor do que ainda não provei, gosto mais ainda das flores que não senti o aroma, e das coisas que ainda não vivi. Tenho curiosidade absoluta sobre, sobre tudo que um curioso tem a extrema curiosidade de saber e acredito que o tal do descobrimento do que sempre esteve ali vem disso, vem de saber do que ainda não foi cheirado, vivido, olhado, visto, do que apenas foi citado por alto por aqueles que muito falam, e pouco dizem.
Confesso que sou a prova viva de que gosto de crer pra ver, de senti na pele só pela experiencia, ou por saber que talvez aquilo será bom o suficiente para me fazer pensar em algo que me faça mudar conceitos ou pré- conceitos, ou no trocadilho  preconceitos. Confesso mais, que quero ter experiencias para serem contadas mas serem vividas intensamente, por mais que seja errado, ou proibido. Quero simplesmente ter a felicidade do descobrimento e da sua experiencia, quero aproveitar as mudanças que acontecem dentro e fora de mim, quero sorrir mesmo que não tenha sido nada legal o que a minha curiosidade me mostrou, mas por fim quero descobrir a todo o momento a Maria Carolina que estou me tornando constantemente.  


Uma lagrima


No silencio  daquela  casa, deixei  a lagrima  cair em queda  livre. Uma  lagrima que tinha o peso que estava  em  minhas costas, um peso de perdão,  pressão, de  talvez não vou conseguir. Um peso  de está perdendo  as esperanças, de parar de sorrir por mundo e mandar um foda-se pra  ele. Um peso  de querer um  pouco de colo e palavras de  conforto  por instantes  para não  duvidar  tanto assim de mim mesma. 
Antes  de tudo, não é carência  cansei por alguns  dias de fazer o papel de ser  boazinha com todo mundo, de  dá atenção  não  receber  atenção de volta, cansei de ser  cobrada por erros  cometidos, palavras  mal  interpretadas, ideias absurdas. Cansei, apenas cansei, então por favor deixe-me cansada sozinha no meu canto  se não  vai poder ajudar. 
Necessito bem mais que  só sorrisos,  só abraços, só palavras  ditas  da boca  pra fora, necessito  de um colo,  de abraço que  me faça  esquecer do mundo, de um sorriso que brilhe mais que o sol, necessito de  um corpo pra  pegar  emprestado  por  alguns dias e  me fazer  sentir o que não sinto algum tempo, amor  sem ser pedido, cobrado,  falado  o tempo todo,  um amor gratuito.  

Não existe preço alto demais, se tiver que pagar, pague. Não existe sacrifício grande demais, se tiver que abrir mão, abra. Não existe dor insuportável demais, se for doer, aguente. Você é mais forte que TUDO!


Você dá um passo para frente e três para trás, você está andando de ré agora, você está desaparecendo lentamente. Você diz que está tudo bem e põe esse sorriso na cara como se nada tivesse acontecido, você já tentou mudar, já jurou que nunca mais ia derramar uma lágrima e fechou as portas do teu coração. Teu coração é uma rocha, uma rocha oca, e por vezes você se conforma em ser invisível. Mas só Deus sabe as lágrimas que molham o teu travesseiro, sabe a angústia e o orgulho que carregas, e Ele te convida para sorrir e ser leve, Ele quer realizar os sonhos que a vida te roubou, quer apagar o passado que você tanto tentou consertar, Ele quer curar tuas feridas, te abraçar e nunca mais soltar. 


Era um dia....


Era um dia  cinzento daqueles  que  não da nem vontade de sair  da cama. 
Era  um dia  cinzento  pra mim  e  só  pra mim.
Era um dia que  estava  de mal  com o mundo, preferindo um café quente do que pessoas, preferindo silencio do que barulho,  preferindo  expressões  serias do que as  felizes  das quais sou  acostumada.
Era um dia daqueles que chove a tarde em sp e faz o transito fica caótico era um dia que  não estava me reconhecendo,  estava sentindo saudades de mim mesma.
Era um dia que  nem os  palhaços  me assustavam e sim a maldade  que  via nos olhos  das pessoas  egoístas, hipócritas, manipuladoras entre outros  adjetivos.
Era um dia que com  certeza  minha  cama estava  melhor  que tudo.
Era um dia que o arco-iris brilhou depois  da chuva, e  me  fez pensar que assim como a junção de  chuva e arco  iris,  a vida  sempre  vai ti dar  primeiro uns tapas, ao ate mesmo  uma  surra pra  depois carinhos  com  beijos.
Era um dia que o silencio tomou  conta de mim, o  silencio  que  só eu ouvia  por que  só  eu  necessitava, era um dia que  eu percebi que o mundo é mal  frequentado e valorizar dias  normais ou  felizes é  a melhor  coisa pra não se deparar tanto  com dias como esses.

Uma overdose

domingo, 2 de fevereiro de 2014


Necessitava de um refugio,  de um canto  no silencio  onde minha  dor  virasse  poesia, ate por que  a dor só  é bonita em poesia  mesmo. Apanhei  de palavras absurdas, do amor,  da saudades, apanhei  e me deixei  apanhar, não fiz nada, deixei  a vida  mostrar que é quem manda. Queria um cigarro, uma erva , uma overdose de qualquer sentimento  bom  que me fizesse  esquecer  de tudo que me fez mal. 

O sol  acordou  tão lindo mas  não é pra todos que ele  brilha , eu  estava  lá  no canto  com o batom vermelho , meus olhos   castanhos  carregados  de  medo,  tristeza e  fiquei  ali  ate deixar  fluir  tudo que doía lá dentro. Aos poucos o que doía  foi indo  embora  com o tempo,   foi sendo curando,  foi sendo reformado e dando espaço  pra  sorrisos, olhos  brilhantes, felicidade  sem  mais  ou menos. Uma  felicidade   que me trouxe  a luz  que havia perdido.
Tive o conforto dos  seus  braços,  tive o conforto  do seu corpo que peguei  emprestado  por alguns dias ,  tive o conforto  do seu silencio que  respondeu todas  minhas duvidas, aquelas sobre  mim mesma. 
 Novamente a  esperança ressurgiu,  o sorriso  pro mundo  também, não adiantava  culpa-lo pelo os males da vida,  apesar  de ser mal frequentado ser mais uma que diria  foda-se não adiantaria muita coisa.
Eram dias necessários pra que a sonhadora  aqui, colocasse um  pouco os pés no chão e ter a noção que  nada é tão colorido quanto parece, que  geralmente  tudo é preto ou branco. Me dei  conta  naqueles dias  que realmente  depois  da tempestade o arco - iris sempre aparece e que  a ordem sempre será  essa.  






Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!